Os seus clientes lembram-se de si?

Nikita Kachanovsky Bly5jqp Ldw Unsplash
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Índice

Durante quanto tempo acha que alguém se vai lembrar do seu negócio depois, de ter interagido com ele? Poderá ficar surpreendido por saber que, na verdade, não é assim tanto tempo…

No final do século 19, o psicólogo alemão Hermann Ebbinghaus, testou a sua memória para saber qual o nível de retenção de informação ao longo do tempo. Registou esses dados num gráfico que é conhecido como

A Curva do Esquecimento

A curva do esquecimento

A curva do esquecimento mostra que, mais de 40% da informação que acabámos de processar é esquecida em apenas 24 horas! Depois disso abranda, contudo, ao fim de 7 dias 90% da informação já foi esquecida…

Agora imagine que se trata de alguém que acabou de visitar o seu website. Ou talvez um ex-cliente que lhe comprou algo à uns meses.

Muito provavelmente essa pessoa já não se lembra do seu negócio hoje.

Então como pode vencer a curva do esquecimento? Como garantir que os seus clientes não se esquecem de si?

No contexto de aprendizagem como na escola ou faculdade, é usado algo chamado “revisões espaçadas”. Consiste em rever a matéria, várias vezes, ao longo do tempo para garantir que o cérebro retém essa informação.

A curva do esquecimento com revisões espaçadas

A boa notícia é que não precisa de ser licenciado em psicologia para puder utilizar esta técnica no seu negócio.

3 dicas para garantir que o seu negócio não é esquecido

Deixo-lhe 3 dicas, bastante simples, para contrariar a curva do esquecimento e garantir que o seu negócio não é esquecido pelos seus clientes:

Dizer obrigado

Em Portugal já temos o bom hábito de dizer obrigado. Aliás o português gosta de agradecer por tudo e por nada 😁

Dizer obrigado a um cliente após ele lhe comprar algo pode significar muito. Mais do que dizer as palavras, uma ação pode ser ainda mais impactante.

Pode ser uma carta escrita à mão, um cartão de oferta, uma doação para uma instituição de caridade ou talvez algo que considere especial.

Faça algo fora da caixa, algo que garanta que os seus clientes nunca mais esquecem o seu gesto!

Email Newsletters

O envio de uma simples newsletter para o seu público alvo, todas as semanas, é o suficiente para garantir que eles não se esquecem de si.

É importante lembrar-se de que os emails devem ser maioritariamente informativos (dicas, novidades, etc) e não tanto vender, vender, vender.

O envio constante de emails a tentar vender terá o efeito oposto do que se pretende… Fará com que o seu público alvo se desligue da sua marca e remova a subscrição.

“Se enviar muitos emails eles cancelam a subscrição”

Pense desta forma… Se cada vez que recebesse um email da empresa X, ganhasse 1€, o que preferia? Receber um email por mês ou um email por dia?

Por dia, certo? Então o seu trabalho é garantir que, por cada newsletter que é enviada, consegue oferecer “1€” de informação gratuita. Dicas, novidades, etc…

e…

Partilhar os seus conhecimentos

Ao partilhar os seus conhecimentos está a garantir duas coisas:

  1. Autoridade
  2. Ainda mais autoridade

Ao estar, constantemente, a partilhar os seus conhecimentos sobre o tema Y, está a demonstrar ao seu público alvo (clientes e não clientes) que sabe do que está a falar. Que tem experiência no assunto.

Quanta mais autoridade “exercer” sobre o seu público alvo, mais ele vai olhar para si como o Master no assunto.

E quem acha que irá ser a primeira pessoa que eles se irão lembrar quando o problema Y surgir e precisarem de um profissional para o resolver?

Isso mesmo, a si!

Comece por criar conteúdos que os ajudem a resolver um pequeno problema relacionado com a sua área de negócio. Algo que os ajude a mover na direção certa, que demonstre que sabe do que está a falar.

“Mas se ensinar como se faz eles depois não me compram”

Isso é um mito.

Não é por alguém ter lido um email ou artigo do seu blog, que agora vai ser capaz de solucionar o problema que você resolve.

Idealmente, até queremos que esse alguém tente resolver o problema.
Quando tentar resolver vir que é demasiado complicado, vai contactar o profissional que já os tentou ajudar – você!

Ex: Podemos ter um artigo no nosso blog a ensinar como se faz um site. Quem o lê até pode aprender o básico e colocar algo online, mas isso não signifique que o layout seja apelativo, que os textos sejam escritos de maneira a gerar resultados nem que o website apareça nos lugares que quer dos motores de pesquisa.
Contudo essa mesma pessoa, quando perceber que precisa da ajuda de um profissional, mais rápido contacta-nos para fazer um website estratégico, do que procura qualquer outra empresa


Ser memorável e manter-se na mente dos seus clientes é crucial. Pode ser a diferença entre um cliente voltar a comprar-lhe a si ou mudar-se para um concorrente.

Lembre-se de que é muito mais fácil, e barato, vender a quem já lhe comprou.
Conseguir a atenção de alguém que nunca ouviu falar do seu negócio, converter em lead e depois em cliente é muito mais difícil e caro.

O que pode fazer hoje para tornar o seu negócio mais memorável para os seus clientes?